COMO FOI CRIADO O BONECO DO PONTTINHO

O tempo é generoso né? Graças a Deus! Quando fui criar a "Turma do Ponttinho" pensei nas meninas e no Gato Serafim claro (e vou contar em outro post depois) mas em especial o boneco do Ponttinho me deu um certo trabalho de compor
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
COMO FOI CRIADO O BONECO DO PONTTINHO 1

Oi Ooooi! Continuando com nossa seriezinha de posts falando sobre o que me inspira a criar alguns dos elementos nos meus projetos.

O tempo é generoso né? Graças a Deus! Quando fui criar a “Turma do Ponttinho” pensei nas meninas e no Gato Serafim claro (e vou contar em outro post depois) mas em especial o boneco do Ponttinho me deu um certo trabalho de compor porque quando o Almir do @modelandoembiscuit me perguntou “Como você quer o Ponttinho?” Percebi que o boneco teria meu rosto, meu sorriso e meu cabelo mas também teria uma roupa e calçado eterno que jamais mudaria (como qualquer boneco). Isso me deixou encabulado porque não sabia o que fazer de fato, dai fui olhar umas fotos de quando eu era criança e achei essa na qual tinhas uns 13 anos e lembrei de algo. Entre os nove aos quinze anos minha família viveu momentos muito dificeis, com meus pais desempregados sem conseguir trabalho em lugar algum sobreviviamos dos bicos que eles conseguiam (Brasileiros ne gente desiste nunca), lembro de ter que morar na casa de alguns parentes “que nunca será nosso lar” por mais que queiram “ajudar”. E era muito dificil com duas crianças dentro de casa, meus pais fizeram de tudo pra nos dar o melhor na medida do possivel. E certa vez participei de um musical dirigido por Rute Teixeira (pessoa incrivel na qual levo pra vida) e na hora de sair de “casa” uma “coleguinha” olhou para mim e disse: “Nossa você só usa essa roupa” eu fiquei bem sem graça e lembro de ter corrido pra mainha e chorado muito porque eu só tinha de fato aquela mesmo e meus pais não pudiam me dar outra, aquela já foi a famosa “roupa do Natal passado”. Mainha me consolou (sempre sábia) e fui para o musical dar vida ao Nóe. O tempo passou mas a lição pra mim ficou não importa o que você use, vista ou tenha você nunca será melhor que outra pessoa por isso. Com a crianção do look do boneco do Ponttinho liberei perdão pra coleguinha mas cuidado com o que você fala pode machucar alguém mesmo vocês ainda sendo crianças. E assim foi criado o boneco do Ponttinho com perdão.

#InspiraçõesDoPonttinho

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta